001

Câncer de mama: 10 coisas que você não imagina sobre a doença.

Dra. Grazielle Carvalho
Dra. Grazielle Carvalho

Me chamo Grazielle Carvalho, sou médica, ginecologista e atuo na área há 12 anos, a minha maior missão nesses últimos anos é ajudar mulheres a melhorarem sua qualidade de vida e realizar o sonho de ser mãe, por isso desenvolvi um método chamado “Mulher Cheia de Vida”.

Você, provavelmente, conhece alguém que enfrenta ou já enfrentou o Câncer de Mama. Esse é o segundo tipo que mais mata mulheres no mundo e ainda há muito a se descobrir sobre a doença.

Ouvimos tanto sobre como é possível diagnosticar, prevenir e tratar esse tipo de tumor e, nem sempre, essas dicas são reais, de fato. Nos contam sobre tratamentos milagrosos, alimentos preventivos e muito mais, sem sequer haver comprovações científicas sobre tais questões.

Então, aproveitando a onda do Outubro Rosa, eu reuni as 10 perguntas que mais ouço em meu consultório e criei um post para você! Contarei fatos que você não imagina sobre o Câncer de Mama, mas precisa saber hoje!

Será que todo cisto é maligno? Existe uma idade certa para diagnosticar a doença? É verdade que anticoncepcional aumenta o risco de Câncer de Mama? Quer descobrir a resposta para essas questões e algumas outras? Confira o post!


1 – Toda mulher tem chance de ter câncer?

A Sociedade Brasileira de Mastologia nos mostra números assustadores:

  • Uma a cada 15 mulheres descobre um tumor nos seios;
  • 156 novos casos de Câncer de Mama são diagnosticados todos os dias no Brasil;
  • São 12 mil mulheres que morrem por ano com esse tipo de câncer em nosso país.

Como citei no início do post, o Câncer de Mama é o segundo tipo que mais mata mulheres, ficando atrás apenas do Câncer de Pele. Se considerarmos em termos mundiais, os números acima chegam a triplicar.

Falar que toda mulher tem chances de desenvolver a doença pode até soar um pouco redundante, mas é verdade. Contudo, é preciso observar fatores de risco, como a alimentação inadequada, o sedentarismo e o tabagismo, por exemplo. Se você está se perguntando sobre o fator hereditariedade, ele só é determinante em 10% dos casos.

cancer de mama 02 - SBS
O Câncer de Mama é mais comum em mulheres acima dos 40 anos, mas pode ocorrer em jovens também.

2 – Existe uma idade certa para começar a se cuidar?

Não. O Câncer de Mama é mais incidente em mulheres acima dos 40 anos, mas as jovens e, até mesmo, as crianças não estão livres da doença. O ideal é que o autoexame seja feito a partir dos 20 anos como forma de prevenção. Para as mulheres acima dos 40 anos e, principalmente, aquelas que não têm mais ciclo menstrual, o autoexame deve ser feito criteriosamente, uma vez por mês.

Além do autoexame, a Mamografia é indicada para identificar a existência de tumores. Mulheres a partir dos 40 anos devem fazer esse exame pelo menos uma vez por ano.

3 – Todo cisto é maligno?

Nem todo cisto é maligno. A proporção, de acordo com o Inca, é de 8 para cada 10 cistos serem benignos. Claro que há sempre o impacto negativo quando se descobre um nódulo. Contudo, é preciso ouvir o diagnóstico médico antes de qualquer coisa.

Há diversos tipos de cistos. Eles se formam, geralmente, a partir do acúmulo de líquido que não tem grande significado para a mama. Podemos dizer que são como uma pequena bolha de água. Os cistos podem ser esvaziados a partir de um pequeno procedimento com agulha e desaparecem para sempre. O risco acontece apenas quando esse cisto tem uma consistência mais sólida.

Câncer de Mama - SBS
Nem toda mulher precisa tirar as mamas. É preciso analisar o tipo de tumor e o estágio da doença.

4 – Toda mulher com câncer precisa tirar as mamas?

Não. Nem todo câncer exige a retirada das mamas. Dependendo do estágio da doença e do tipo de tumor, não será necessária a retirada completa das mamas. Nesses casos o médico elimina apenas os tecidos doentes e complementa o tratamento da paciente com medicamentos, a fim de restabelecer completamente a saúde da paciente.

5 – Posso fazer o autoexame quando eu quiser?

Sim, mas as chances de identificar alguma anormalidade é se a mulher fizer 7 dias depois do início da menstruação. Uma vez por mês você deve fazer o autoexame nos seios através de observação a palpação das mamas. É bem simples:

  • Observe as mamas com os braços caídos;
  • Posteriormente, observe as mamas com os braços erguidos;
  • Coloque as mãos na cintura e observe se não há irregularidade no formato, cor, etc;
  • Com uma mão atrás da cabeça, faça leves movimentos circulares em todo o seio, a fim de identificar nódulos, alterações na pele e regiões doloridas. Você pode ainda realizar esses movimentos enquanto estiver deitada.

Se você não tem mais ciclo menstrual, escolha uma data e repita mensalmente o processo acima.

6 – Anticoncepcional aumenta o risco de câncer de mama?

Talvez. Isso depende do tipo de anticoncepcional que a mulher toma e se ela faz o acompanhamento ginecológico corretamente. Um estudo feito em dezembro de 2017 pela Universidade de Copenhagen, na Dinamarca, mostrou isso. Na última década, o número de câncer mamário era 20% mais incidente em mulheres que faziam uso de pílulas, do que naquelas que optavam por outro método contraceptivo.

O número era ainda mais significativo quando se tratava de mulheres que tomavam pílulas há mais de 10 anos e tinham mais de 40 anos, assim como aquelas que optaram por colocar o DIU – Dispositivo Intrauterino.

É preciso conversar bastante com o seu ginecologista. Fazer exames periódicos para medir a dosagem hormonal também faz toda diferença para pacientes que fazem uso constante de anticoncepcionais e querem evitar a surpresa de um tumor.

cancer de mama 04 - SBS
Anticoncepcionais podem aumentar o risco de Câncer de Mama, quando são tomados irregularmente.

7 – O Câncer de Mama é visível?

Nem sempre. Há duas formas de manifestação para o Câncer de Mama. A primeira é a mais popular, quando o tumor é um nódulo que surge em um ou nos dois seios da paciente. A segunda forma é a mais incidente. Se trata de uma microcalcificação, que pode ser identificada precocemente apenas pela Mamografia. Somente após atingir 1,5 centímetros de tamanho, é que o médico identifica em exame clínico.

Por isso que, mesmo não encontrando nada durante o autoexame, é importante fazer a prevenção pelo menos uma vez por ano.

cancer de mama 05 - SBS
É preciso observar qualquer alteração na pele dos seios. Elas podem indicar o início da doença.

8 – Tem algum sintoma do Câncer de Mama que é silencioso?

Existem sintomas do Câncer que são menos conhecidos das pacientes. Todo mundo fica sempre atento ao surgimento dos nódulos e esquecem de outros sinais da doença. Como por exemplo:

  • Inchaço e dores frequentes nas axilas;
  • Mamas com tamanho e forma alterados;
  • Formação de sulcos nas mamas. Forma-se uma espécie de afundamento nos seios;
  • Pele mais endurecida e áspera;
  • Coceira intensa e frequente nos mamilos;
  • Veias mais visíveis;
  • Inversão do mamilo. Ele fica para dentro, mesmo quando é estimulado.

Notando alguns dos sintomas acima, é imprescindível buscar por um médico e realizar todos os exames imediatamente. Quanto mais cedo o Câncer de Mama for diagnosticado, mais chances de cura a paciente terá.

9 – Há chances de ter um Câncer de Mama recorrente?

Depende de caso para caso. Há mulheres que não seguem com o tratamento correto ou optam por não tirar as mamas quando deveriam e permanecem com células doentes no local. O tumor pode ainda atingir a parede torácica ou se espalhar por outras partes do corpo.

Essa recorrência pode demorar alguns anos para surgir e, justamente por isso, é recomendado que a paciente realize um período de exames pós-cirúrgicos para garantir que está livre de células tumorais. Após a retirada do câncer, há ainda a necessidade de um acompanhamento por cerca de 5 anos.

10 – Câncer de Mama afeta a libido e a sexualidade?

Sim. O tratamento do Câncer de Mama traz uma série de efeitos colaterais para a paciente e um deles é a queda do desejo sexual. Há ainda fatores físicos, como a secura vaginal, que também compromete a sexualidade da mulher.

Podemos também considerar a questão psicológica, onde a estética da paciente estará completamente afetada. Ela provavelmente perderá uma mama, há a queda do cabelo devido a quimioterapia e outros efeitos. Esses fatores externos também afetam a autoestima e comprometem a sexualidade por um tempo.

Você já conhecia os fatos acima? Como citei no início do post, o Câncer de Mama é o segundo tipo que mais mata mulheres no mundo, por isso, vamos ajudar a alertar todas as mulheres!

Reforcem o autoexame e não esqueçam de realizar a sua Mamografia pelo menos uma vez por ano! Beijão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Popular

Mais recentes.

Faça parte do programa Mulher Cheia de Vida.

O programa pra você mulher que sonha engravidar, que quer se livrar da candidíase de repetição, endometriose e SOP de maneira rápida, eficaz e natural. O Programa Mulher Cheia de Vida é o caminho para a sua felicidade.
logodragraziellecarvalho

Femina is an Elementor template kit for Woman Business.

Newsletter

Join our newsletter to get the free update, insight, promotion about the entrepreneur, business, and career.

Newsletter

Join our newsletter to get the free update, insight, promotion about the entrepreneur, business, and career.

Eu quero.
Olá garota, posso te ajudar?
Olá Garota, quer se tornar uma ''Mulher Cheia de Vida''?