001

Certos alimentos ou nutrientes afetam o risco de desenvolver endometriose?

Dra. Grazielle Carvalho
Dra. Grazielle Carvalho

Me chamo Grazielle Carvalho, sou médica, ginecologista e atuo na área há 12 anos, a minha maior missão nesses últimos anos é ajudar mulheres a melhorarem sua qualidade de vida e realizar o sonho de ser mãe, por isso desenvolvi um método chamado “Mulher Cheia de Vida”.

A endometriose é uma inflamação crônica relacionada a hormônios em mulheres em idade fértil. Alguns órgãos a classificam como doenças do estilo de vida, a ligação entre nutrição e patogênese já foi pesquisada e comprovada.

Até o momento, a etiologia e a patogênese da endometriose ainda não são totalmente compreendidas. No entanto, fatores imunológicos, endócrinos, genéticos e inflamatórios parecem desempenhar um papel significativo em sua patogênese.

O principal sintoma é a dor crônica no abdômen e 30 a 50% das mulheres sofrem de infertilidade. Esta pode ser acompanhada de dismenorreia, dispareunia, disúria e disquezia.

A presença de endometriose pode afetar e restringir o bem-estar físico, mental e social da mulher.

Os sintomas são diversos e muitas vezes só são reconhecidos muito mais tarde como endometriose. Em média, uma mulher espera dez anos até o diagnóstico.

A questão de saber se a dieta pode influenciar a doença é onipresente. Para algumas doenças, particularmente aquelas conhecidas como doenças do “estilo de vida”, há comprovação científica disso (diabetes tipo 2, doença coronariana, etc.). A potencial correlação entre dieta e desenvolvimento de endometriose é um tópico frequentemente discutido. Não faltam guias, fóruns e blogs na Internet, coberturas de rádio e TV que tratam do tema e emitem recomendações.

A seção abaixo trata dos dados mais recentes do estudo, investigando se, e em que medida, vários nutrientes ou componentes da dieta podem afetar a ocorrência de endometriose (efeito preventivo).

Vegetais: de acordo com uma hipótese, comer muitos vegetais pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver endometriose. Por outro lado, poluentes como os agrotóxicos são suspeitos de serem prejudiciais à saúde e facilitar o desenvolvimento da endometriose.

Fruta: a fruta contém antioxidantes, que reduzem os radicais livres de oxigênio, tendo assim o potencial de reduzir a inflamação (redução do estresse oxidativo). Isso pode, teoricamente, também diminuir o risco de desenvolver endometriose.

Vitaminas: os antioxidantes (como as vitaminas A, C, E e B 9 [ácido fólico]) reduzem a quantidade de radicais livres de oxigênio e podem, assim, ter um efeito anti-inflamatório.

Gorduras: uma dieta rica em gordura está associada a vários efeitos à saúde, tanto positivos quanto negativos. Os diferentes tipos de gorduras são considerados separadamente abaixo e a correlação entre os dados do estudo e a ocorrência de endometriose analisada.

Apesar de poucos estudos falando das alterações da dieta e melhora dos sintomas da endometriose, minha experiência clínica de atender mais de 20 mil mulheres nos últimos 10 anos, mostram que descobrir as RAIZES que te levam a adoecer, que são suas alergias alimentares, desnutrições e intoxicações e agir modificando esses fatores, fazem completa diferença na regressão das doença, melhora da qualidade de vida e fertilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Popular

Mais recentes.

Faça parte do programa Mulher Cheia de Vida.

O programa pra você mulher que sonha engravidar, que quer se livrar da candidíase de repetição, endometriose e SOP de maneira rápida, eficaz e natural. O Programa Mulher Cheia de Vida é o caminho para a sua felicidade.
logodragraziellecarvalho

Femina is an Elementor template kit for Woman Business.

Newsletter

Join our newsletter to get the free update, insight, promotion about the entrepreneur, business, and career.

Newsletter

Join our newsletter to get the free update, insight, promotion about the entrepreneur, business, and career.

Eu quero.
Olá garota, posso te ajudar?
Olá Garota, quer se tornar uma ''Mulher Cheia de Vida''?